Ampliação Escola de Economia da Universidade de Múrcia / Ecoproyecta + Ad-hoc msl

ampliacao_escola _economia_universidade_murcia_ecoproyecta (17)

No projeto de design das oito novas salas de aula para a Faculdade de Ciências Económicas e Empresariais da Universidade de Múrcia, fruto da colaboração entre Ecoproyecta e Ad-hoc msl, foi determinado a seguir critérios de sustentabilidade em termos de eficiência energética e seleção de materiais.

ampliacao_escola _economia_universidade_murcia_ecoproyecta (7)

O edifício original foi concebido e realizado em colaboração com o Estúdio Ad-hoc msl e o arquiteto Enrique Carbonell no final dos anos 90. O esquema geral do edifício foi resolvido com quatro blocos de salas de aulas e escritórios com orientação Leste-Oeste que se intersectam com dois blocos de comunicação com orientação Norte-Sul.

ampliacao_escola _economia_universidade_murcia_ecoproyecta (5)

Anos mais tarde, a Universidade de Múrcia se propõe à expansão de novas salas de aula de acordo com os novos critérios definidos na Declaração de Bolonha (flexibilidade organizacional, espaços menores, menos alunos por professor, integração de novas tecnologias, etc.).

Estes critérios juntaram-se os da construção sustentável para conseguir um espaço saudável, confortável e de menor exigência de energia para operar. O local escolhido foram os pórticos do edifício originalmente abertos para formar a praça interna. As salas de aula ocupam parcialmente esses pórticos, mantendo a possibilidade de transitar através da praça e revitalizando o uso da mesma, uma vez que o acesso à sala de aula é a partir do espaço exterior, aproveitando o clima ameno da cidade de Múrcia.

ampliacao_escola _economia_universidade_murcia_ecoproyecta (1)

A intenção foi que essa nova adesão fosse compreendida como aquilo que era: um novo elemento adicionado a um edifício existente. Assim, longe de imitar a solução construtiva de aço e concreto foi resolvido, formal e construtivamente de forma independente.

ampliacao_escola _economia_universidade_murcia_ecoproyecta (8)

A falta de uma inércia térmica pelo uso de um sistema construtivo leve é compensado com o uso de isolamento. Especificamente cada fachada possui 8 cm de fibras de cânhamo e 4 cm de cortiça natural. Juntamente com a capacidade isolante dos painéis de madeira, se atinge uma condutividade térmica muito baixa. Assim, devido à baixa inércia e condutividade térmica, as salas de aula atingem a temperatura de conforto rapidamente.

ampliacao_escola _economia_universidade_murcia_ecoproyecta (20)

As novas salas seguem a filosofia de montagem leve a seco, com uma estrutura de laminado de madeira e painéis pré-fabricados de madeira-cimento para o exterior e compensado no interior. O isolamento térmico é resolvido usando cortiça natural e fibras de cânhamo. Estas placas de cortiça natural também resolveram as condições de acústica, tanto de isolamento como de reverberação, necessários para proporcionar conforto à sala de aula.

ampliacao_escola _economia_universidade_murcia_ecoproyecta (14)

Ventilação e iluminação são resolvidas de forma simples, aproveitando a disposição das novas salas de aula com as fachadas ao exterior em todo o seu perímetro. A fachada norte e sul foi perfurada para facilitar a ventilação cruzada e a iluminação natural perpendicular à direção do plano de trabalho. Essas perfurações são cobertas com claraboias que dão a imagem característica do projeto.

ampliacao_escola _economia_universidade_murcia_ecoproyecta (2)

Projeto: Ecoproyecta + Ad-hoc msl

Localização: Múrcia, Espanha

Ano: 2009

Área: 472,00 m2

Fotografia: Gabriel López

Texto: EcoproyectaTradução, Adaptação: archtendencias

Artigo Anterior © Lucas Zimmermann Sede Grupo Elite / Crossboundaries Architects
Próximo Artigo © FG+SG Eco-Resort Pedras Salgadas / Luís Rebelo de Andrade & Diogo Aguiar